Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: mudar de olhos
recomeça o futuro sem esquecer o passado

2 de abril de 2014

mudar de olhos

Um céu doentio tolda-me a vista e parece tenta congelar-me o coração. A chuva é tanta que parece me molha a alma, desfaz toda e qualquer partícula de mim ao mesmo tempo que espalha o meu esfarelado pelo chão que um dia pisei e que sonhei um dia voltar a pisar.
Um vento frio arrepia-me o corpo raspando-me os pensamentos como se fosse uma espátula esfregando uma parede de sonhos.
Uma tempestade de tristeza parece que me alucina.
Ah!, entretanto chegaste e o ar límpido que transportas me brilha nos olhos, o mar azul que te carrega me desenha o sorriso e a frescura da tua beleza me alegra o intimo.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007