Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: deixo passar a vida
recomeça o futuro sem esquecer o passado

11 de novembro de 2016

deixo passar a vida

Me apetece deixar a vida passar na sua vagarozidade de quando a gente não tem tempo nem para coçar quanto mais para pensar. Mas mesmo assim lhe deixo passar sabendo que não existe vida para lá do amor. Pode não ser físico, metafísico ou carnal (vegetariano também sente amor). Mas deixo passar porque vivo sabendo que o que falta vai ser saboreado, degustado, doce ou salgado, mas será a minha vida com qualquer tipo de letra, grande ou pequena.
E deixo passar a vida porque amo, sóbrio, de manhã à tarde e à noite, às vezes também na madrugada da insónia. Amo à chuva, com neve ou calor tropical. Amo nos dias fáceis e nos difíceis também.
Assim sendo porque não havia de deixar passar a vida?
Deixo passar a vida porque não sou dos que se pensam livres e estão presos nas prisões da emoção, da crítica, do medo e da observação social inatacável.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007