18 de setembro de 2014

auto-retrato de letras

Se eu soubesse escrever desenharia o meu auto retrato. Sem modéstia e claro está, fidedigno. Não me escreveria com palavras sem verdade, nem me pintaria com palavras garridas, nem desbotoaria cinzas ou negros e nem usaria pincéis de fingir.
Eu nem sei todas as palavras, todas as regras de gramática e o traço já não é certo por defeito de muitos temporais.
Se eu soubesse escrever desenharia um retrato contigo ao lado para poder sentir-me acompanhado sempre.


Sanzalando

Sem comentários:

Enviar um comentário

recomeça o futuro sem esquecer o passado