29 de maio de 2010

começar de novo é apenas começar

Começar. Sempre começar. Já não sei o número de anos que começo. Afinal de contas é apenas começar de novo. Simples.
Um dia, talvez numa tarde do nunca, eu não te necessite, não te pense e nem te sinta. Ai não será necessário começar, talvez apenas seja só recordar, rever a vida vivida, sorrir das figuras e gargalhar das gravuras.
Um dia, sem pensar, começarei de novo e de novo viverei na necessidade de te ter. Ciclo vicioso num contraponto ocioso de obesidades mentais, faculdades vitais nuns etecetras e tais.
Um dia, pensarás tu em mim, e eu, longe, partido para as resmas da memória, empoeirado num qualquer pedestal, ancestral e feito de coral roubado no zulmarinho que me uniu na separação, serei pó e mais nada que um nome só.
Um dia, levantar-me-ei e acordado, sonambulamente, viver-me-ei como num sonho que nunca sonhei.
Afinal de contas, começar de novo é apenas começar.
Sanzalando

2 comentários:

  1. Antes de começar de novo, vive em pleno este domingo...Não comeces, sem ver o que o futuro te reserva.
    Beijos.
    Vera Lucia

    ResponderEliminar
  2. Começar de novo
    E contar comigo
    Vai valer a pena
    Ter amanhecido
    Ter me rebelado
    Ter me debatido
    Ter me machucado
    Ter sobrevivido
    Ter virado a mesa
    Ter me conhecido
    Ter virado o barco
    Ter me socorrido
    Começar de novo
    E contar comigo
    Vai valer a pena
    Ter amanhecido
    Sem as tuas garras
    Sempre tão seguras
    Sem o teu fantasma
    Sem tua moldura
    Sem tuas escoras
    Sem o teu domínio
    Sem tuas esporas
    Sem o teu fascínio
    Começar de novo
    E contar comigo
    Vai valer a pena
    Ter amanhecido
    Sem as tuas garras
    Sempre tão seguras
    Sem o teu fantasma
    Sem tua moldura
    Sem tuas escoras
    Sem o teu domínio
    Sem tuas esporas
    Sem o teu fascínio
    Começar de novo
    E contar comigo
    Vai valer a pena
    Já ter te esquecido

    (Simone)
    SJB

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado