19 de maio de 2010

quantas vezes????

quantas vezes eu disse que ia continuar atrás daquele sonho? do especial!
e quantas vezes me encharquei nas lágrimas que me aprisionam a um presente que eu não quero ter? o real!
e as vezes que tentei sair da comodidade para me afundar na mediocridade de ser humano, racional e de memória selectiva? comodismo!
e quantas vezes eu precisei dum abraço amigo, protector do frio que sente quem caminha pelo lado errado da escolha e recebi um perto de mão? segurando-me apenas!
quantas vezes compus a canção que te tentei cantar e sem voz mais não disse que ais de dor? medos!
quantas vezes... naveguei-me em sonhos para os teus braços que se encontram fechados? realidade!

Sanzalando

1 comentário:

  1. Querido amigo,

    Não me canso de ler e reler as suas crónicas... Lindas, cheias duma melancolia quase mágica que me dá vontade de lhe dar ''aquele abraço'',
    característico dos angolanos.Os melhores abraços do mundo.
    Um beijo grande.
    Vera Lucia

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado