Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: delírios
recomeça o futuro sem esquecer o passado

17 de junho de 2011

delírios

Delirando por um desejo qualquer me imagino tatuado, cabelo comprido, despenteado em forma de rock e a falar num dialecto que nem eu entenderia na perfeição. Procuro por tudo o que é sitio e escolho razões para este delírio. Tive medo de não encontrar uma explicação. 
Não é o meu tipo de ser tipo. 
Eu até vou mais na Kizomba do que no rock, mesmo nas idades verdes da vida era assim, sou mais de falar direito do que siglas, tanto faz é sexta feira ou outro dia.
Acho vou pôr o termómetro para ver a razão deste delírio. Vais ver é um paludismo pré-histórico remarcado numa gruta da minha idade da pedra.
Delirantemente me acordo, olho para o meu bronzeado empalidecido e desato a rir na forma tentada de ser diferente. 




Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007