Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: refastelado na imaginação
recomeça o futuro sem esquecer o passado

15 de dezembro de 2011

refastelado na imaginação

Me refastelo na areia da praia aproveitando este raio de sol de inverno que hoje nasceu para mim. A voz enrouquecida duma garganta inflamada, um pingo continuo de nariz que parece mais uma torneira mal fechada, bem precisam deste raio de sol. Quase não me consigo mexer de tanta roupa que me aquece este arrepiado corpo. Mas hoje eu me refastelo na areia da praia da minha imaginação e navego nas ondas do mar porque eu preciso de ti, é necessário que eu te sinta. Não preciso das tuas prendas, não preciso das tuas perguntas. É mesmo só de ti. A tua imagem me chega para aconchegar a alma. O teu silêncio me serve. A ideia do teu perfume me acaricia. 
Aqui refastelado até parece que ouço os teu sinos, sinto a tua magia, o teu carinho.
Afinal de contas eu te amo mesmo quando me lembro da tua indiferença.


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007