Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Palavreado solto
recomeça o futuro sem esquecer o passado

5 de outubro de 2013

Palavreado solto

Perco tempo em busca de palavras pelo que tem dias esqueço de olhar os olhos das pessoas.
Tem gente que tem profundidade de olhar que até parece cabe ali o mundo e tem gente que o olhar nem alcança a transparência. Os olhos, acho, descrevem uma pessoa. Tem olhos que brilham parecem têm estrelas lá dentro. Têm magia, digo eu que tem vezes me esqueço de olhar nos olhos.
Tem olhos que choram, que mostram tristeza, que mostram solidão e que mostram que por eles se libertam ódios. Tem olhos que estão mortos. São tudo olhos que não interessam.
Há olhos que riem mesmo que chorem de riso. 
Será que os sentimentos todos estão ali por depois do olhar, por trás dos olhos?
Tem olhos são tão intensos que a gente até que sente curiosidade de saber mais deles. 
Tem olhos que guardam segredos e tem olhos que estão sozinhos, olhos de saudade.
Tem olhos que a gente vê que são dor de dúvida: esperar ou esquecer?
Tem olhos tantos, pena é eu procurar palavras e me esquecer de olhares. 



Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007