Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: tenho um coração
recomeça o futuro sem esquecer o passado

11 de novembro de 2009

tenho um coração

Tenho um coração que bate ao ritmo dum relógio, às vezes parece-me que bate acelerado, mais depressa que outras que bate lentamente como que a poupar-se. Mas ele bate no meu interior e na maior parte das vezes nem me lembro que ele está por lá, no meio dos meus medos e sentimentos, na amalgama das minhas dúvidas e emaranhados de certezas. Algumas vezes eu penso mesmo que ele está ausente em parte incerta, vagueando demente por esse mundo louco e deixa-me pensamentos que eu chamo de sonhos, labirintos de incertezas, lágrimas de muitas cores e causas. Outras vezes dá-me um deserto de palavras para eu compor um puzle que compreenda a minha existência, pese o valor dum amor impossivel, observe um sorriso inexistente.

Tenho um coração que me deixa enfrentar o futuro, que me atira para um mar desconhecido em que suspiro em cada braçada, que me eleva às nuvens num apara quedas irrecuperáveis, que me desperta melancolias e gemidos de saudade.

Tenho um coração que hoje faz anos, lentamente num ritmo acelerado.


Sanzalando

4 comentários:


WebJCP | Abril 2007