Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: despertar
recomeça o futuro sem esquecer o passado

16 de outubro de 2007

despertar

Me sento por aqui e tento recordar-me, buscando no fundo da memória, o perfume da terra molhada, o calor sufocante dum meio dia, o barulho ensurdecedor dum engarrafamento permanente.

É, porque sempre que é noite regressam as sombras ténues das recordações que vivi. Com elas regressam todos os sons, todas as cores e todo o ciclo de passos incertos duma aposta de vida.
Aqui me sento como um ferido que se deve cuidar, abafando a dor da perda, a dúvida medida em certezas dum copo vazio de vida.
Aqui me sento tentando ver como irá acabar a ilusão da incerteza duma mudança de vida que se transforma num pouco a pouco de recordações e memórias. Aqui me sento sabendo que deixo para trás uma cama desfeita de sonhos e um caminho iluminado por uma vela acesa de esperança num despertar diferente.


Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007