Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: neblina
recomeça o futuro sem esquecer o passado

4 de junho de 2009

neblina

Aproveito a neblina, que não trouxe frio mas a desagradável disposição de ir ver o zulmarinho, para imaginar o teu aroma, a tua textura de pele suave e aveludada, a tua maneira de me prender nos teus braços parados de trânsito organizadamente caótico fazendo-me ver mil coisas num instante, absorver-te num olhar carismático. Hoje apetecia-me sentir a tua luminosidade no olhar, os desejos da paixão num ar respiravelmente poeirento. Hoje apetecia-me sentir a alegria de estar-me em ti, na tua mescla de sentimentos e desejos como se fosses uma fonte de água fresca que molhasse o meu ego e me fizesse ser feliz.
Aproveito a neblina para de dizer ternuras em palavras ditas com coração, beijos molhados num ritmo que é o teu.
Hoje, com a neblina, sussuro-me ao ouvido as palavras suadas dum querer adiado tantas madrugadas dum amor sempre novo.

Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007