Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Apetece-me dormir e acordar um dia destes
recomeça o futuro sem esquecer o passado

13 de julho de 2007

Apetece-me dormir e acordar um dia destes

Encadernando letras em palavras aqui te vou falando a alma. Umas vezes cheia, outras nem se dá por ela. Umas vezes em bamboleantes ilusões, outras em sensações ao acaso. Umas vezes um crepúsculo pôr de sol, outras num cacimbo cerrado de lágrimas. Umas vezes adormecido em paixões, outras acordo em sonhos.
Às vezes me apetece deixar de lado por uns tempos a capacidade de falar e perder-me na luz que se abre na imaginação para decifrar sombras nas lendas caladas de um novo dia qualquer. Outras vezes parece que ouço um grito como que a querer acordar-me para vir dizer-te as palavras que me afogam.
O nascer de um novo dia é o começo de uma nova ideia como se tudo fosse feito vento, tudo fosse um novo sonho que me envolve na madrugada de abrir os olhos e me olhar e ver que existo ainda numa montanha coberta de paixão. Os meus dedos bordeiam o limite imaginário do teu corpo, inalo o perfume que é só teu, como se ele fosse o último grito da moda e me elevo nos céus numa alucinação de lascívia carnal.
Á noite me envolvo nos teus mapas desenhados na pele como tatuagens de paixões ocultas, ilusões que se desvanecem na manhã e em que me vejo como um reflexo na penumbra da existência.Apetece-me dormir e acordar um dia destes
Sanzalando

7 comentários:


WebJCP | Abril 2007