Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: O meu silêncio
recomeça o futuro sem esquecer o passado

30 de julho de 2007

O meu silêncio

Me sento na beira do zulmarinho para ouvir o meu silêncio através das palavras que te digo. Se lhe olho bem, lhe vejo que tem cor de violeta com rasgos de azul celeste. Se lhe toco, lhe sinto o aveludado macio do sonho da noite passada de outras luas.
O meu silêncio não é escuro porque lhe ilumina a saudade de ti e ele não tem o significado de saudade cinzenta ou negra porque onde quer que eu esteja tu estás comigo.
Tu fazes parte do meu silêncio assim como das minhas palavras.


Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007