16 de julho de 2011

aqui ou lá

Aqui, onde o sol torra, lá, onde o cacimbo cacimba, eu, no meio fazendo bassulas, nos tempos. São tempos em que a felicidade se serve em porções assim pequenas que nem taças de leite creme feitas pela avó e com muita canela que acho ela não sabia se devia era queimar, em que não se deve nem desperdiçar o perfume duma dessas taças.
Aqui ou lá, a saudade é o resultado dum longo amor que tive.











Sanzalando

1 comentário:

  1. O cacimbo num depois de almoço de churrasco servido no "Mónaco" e num piscar de olhos a tarde se esgotava num pequeno bilhete de matiné.... eu, nem sabia o que era saudade!
    SJB

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado