Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: um dia... farei um ponto final
recomeça o futuro sem esquecer o passado

15 de setembro de 2007

um dia... farei um ponto final

Me sento por aqui e calcorreio os meus caminhos, quilómetros de sonhos e imaginação, de angústia e lágrimas, de esperança certa, dúvidas concretas. Não sei se tenho os olhos abertos ou fechados, porque lhes vejo de qualquer forma e com grande nididez.
Neste caminhar vou ditando as palavras que me saem do sentir ou me chegam nas ondas desse zulmarinho que aqui termina e que aparenta estar-me distante.
Eu sei que as palavras ou os silêncios me humedecem os olhos porque envolvem o perímetro do seu corpo em sílabas de saudade e nostalgia.
Eu sei que vocifero uma cascata de interrogações, parêntesis, exclamações, aspas e eteceteras, num acompanhamento do trânsito que circula de modo arbitrário.
Ah, se eu pudesse falar só em monossílabos… passaria inadvertido pelos caminhos que imagino.
Um dia, quando aprender a conjugar os verbos, a arrepiar as palavras, a lhes dar uma cor e com elas fazer círculos, falarei as palavras mais grossas para não se perderem no vento.
Um dia, quando eu souber fazer a pontuação, farei um ponto final.

Sanzalando

3 comentários:


WebJCP | Abril 2007