Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: até eu
recomeça o futuro sem esquecer o passado

24 de setembro de 2007

até eu

Me sento como é hábito sentar. Não falo. Nem uma única palavra me chega aos lábios. Vazei-me de ideias. Tremo. Não é de medo nem pânico. Simplesmente tremo por causa da febrícula que se instalou em todos os fins de tarde. Não sei o que se passa mas algo se passa. Eu sinto-o. Acho melhor ver o que está a acontecer. Amanhã verei num amanhã qualquer que eu tiver tempo. Não... não pode ser nada. Não é nada!
Amanhã deve ser outro dia, acho eu se fosse o La Palisse.
Deixa para lá...
Anima-te...
Encara de frente...
Coisas simples de dizer. Coisas difíceis de ouvir!
Ah! já tenho saudades do vento do perfume da maresia, do suave marulhar do zulmarinho nos dias de calmaria.
Até já tenho saudades de mim!

Sanzalando

2 comentários:


WebJCP | Abril 2007