Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Nas ruas da fantasia
recomeça o futuro sem esquecer o passado

12 de novembro de 2007

Nas ruas da fantasia

Caminho por ruas de fantasia imaginado ouvir o marulhar nas vozes caladas dos que se cruzam comigo em passo apressado como quem vai para lado nenhum com horas perdidas num relógio sem pilhas.
Caminho e recordo-me que sonhei contigo. Recordo-me ou estou a sonhar agora, pouca diferença faz.
Estamos sós e os meus dedos exploram as tuas linhas, sentem a tua textura, os meus olhos regalam de ver a tua beleza e o meu nariz inspira o teu perfume. Misturamo-nos um no outro sem encontrar o princípio final, sem perder o desejo de o encontrar. Sinto-me ser beijado pela tua alma enquanto sou atraído pelo teu corpo. A minha pele é a tua pele e vice-versa.
Escuto a minha respiração ofegante numa ânsia que me invade. Aperto-te contra mim num medo de te perder.
Sussurro-te promessas feitas, canto-te esperanças enquanto o meu corpo se eleva.
Se isto é um sonho eu não quero acordar. Quero continuar este caminho por ruas de fantasia.
Este momento parece eterno, o nosso corpo transformado num só. Te abraço mais e em silêncio enquanto deixo este fogo arder-me.
Desperto-me transpirado e pouco a pouco vou saindo do meu sonho mas continuo a sentir que os teus olhos estão a olhar para mim.

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007