1 de janeiro de 2005

2005

"Fio": Um café na Esplanada

carranca
Respostas:
830
Visualizações:
21482
Hoje, 22:20
Forum:
Conversas de Café
Senta aqui, conterra, bem pertinho de mim e me escuta ao som das loiras geladinhas, borrifadas com o cheiro do zulmarinho e embalada na ondulação ritmada da falta de sequência certa. Senta, conterra, e escuta os meus lamentos, as minhas alegrias, as minhas birras, a euforia afónica de dizer que este ano tem que ser. Estamos no 2005, ano impar que para mim não tem diferença de ser. Senta e me paga as loiras birras que eu beber, umas vezes para esquecer outras para lubrificar a goela e falar sem mesmo mais parar até que mandas calar.Senta, mermã, e deixa sentir o teu calor e os teus mimos a insuflar a minha vaidade de te ter aqui a meu lado.Senta, mermã conterra, a ouvir-me falar dos passados, dos fantasmas. Senta e deixa-me captar por osmose os perfumes, o cheiro da terra molhada, o bafo quente do sol que trazes do início deste zulmarinho.Senta, conterra, e vamos beijar o 2005, anos de todas as esperanças e espectativas.Senta, mermã, e vamos embalar o sonho no sabor dessa birra gelada.
Sanzalando em Angola
Carlos Carranca

Sem comentários:

Enviar um comentário

recomeça o futuro sem esquecer o passado