Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: introspecção
recomeça o futuro sem esquecer o passado

5 de setembro de 2010

introspecção

Parei no tempo que não parou e me deixei ultrapassar pela vida que não deu descanso nem esperou eu ver que estava parado.
Olhei o mar e não vi o sal que ele tinha das minhas lágrimas nem as ondas que ele fazia na minha vista até lá para longe.
Me sentei na sombra da memória e escaldei as costas que ficaram viradas para o vento leste.
Adormeci na esperança que um dia um pássaro me viria comer à mão e acordei enrugado no tempo salgado esquecido de ver-me.
Mas um dia eu vou recuperar o tempo, ver o mar na sua transparência e ver as memórias como realidade.
Um dia, ainda irei a tempo!

Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007