Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: mente-me mente
recomeça o futuro sem esquecer o passado

17 de setembro de 2010

mente-me mente

Alguém me enganou quando me disse que que a mente se alimenta de ordem. Me tentei ordenar e saiu nada, confusão de ideias em mistura de raivas e ódios. A minha mente não é uma máquina complexa. Qualquer desorganização e ela está quase perfeita. Pouco importa se consigo dormir. Pouco interessa se riu ou choro. Desvaloriza-se que projecte o amanhã. Interessa é que esteja numa amálgama de sobrepostas ideias.
Uma vez li que alguém tinha dito que não se deve fazer o que não se compreende. Nunca mais fiz nada. Tento ordenar-me e desconsigo fazer outra coisa... obsessivamente.
Não sou uma marionete de feira barata nem um papel esvoaçando ao vento como lixo perdido na utilidade.
A minha mente, desorganizadamente atípica, é a harmonia dos céus em dia de trovoada, de tempestades e de ventos ciclónicos.
O que vale é que o meu céu é a minha abstracta mente que me leva para lá do que os olhos vêem e para cá do que o coração sente.


Sanzalando

1 comentários:


WebJCP | Abril 2007