30 de maio de 2019

torrei no sol

Torrei no sol parece foi dia de verão dos tempos de criança. Daquele tempo que os mapundeiros viravam camarão dum pé para a mão, isto é, de manhã até na tardinha. Acho nesse tempo ainda não tinham inventado o protector solar, que era mau para a pele e que alem de arder parecia tinha febre e a gente nem importava. Desse tempo que eu tenho lembrança e me lembro de ti e mim a saltar no mar, mesmo no tempo do cacimbo. Acho a temperatura mínima de lá era a máxima do lado de cá, se já tivessem, inventado a meteorologia . Acho nesse tempo não tinham inventado nada que fosse ruim. Havia era coisas que aconteciam e ponto final. A gente nem tinha de inventar ser outra pessoa, era o que é. Nada mais fazia sentido, éramos uns apreciadores de distracções, fizesse sol ou caimbo na nossa cabeça.
Afinal de contas as contas de missangas eram primavera por outras bandas.



Sanzalando

Sem comentários:

Enviar um comentário

recomeça o futuro sem esquecer o passado