Navega à vontade que a Sanzala é segura, mesmo que te pareça lenta!
A Minha Sanzala: Umas tantas frases perdidas
recomeça o futuro sem esquecer o passado

3 de maio de 2013

Umas tantas frases perdidas

Olho a plano chão do zulmarinho e embalado nas pequenas ondas me refresco em ideias e pensamentos, momentos que vivi e nos que sonhei e vejo que o tempo tem hiatos que eu queria desfragmentar e desconsigo porque não teria linha continua a me segurar. 
Dou comigo a navegar na memória e relembro que mesmo sabendo que a vida um dia acaba, a gente não está assim preparado para perder. Daí que me catapultei, aproveitando a inércia do repouso, para dizer-me que por maior que seja a decepção, por maior que seja a dor, a minha dor é sempre maior que a do vizinho,  eu não posso parar. Imagina só que a vida é um piano de cauda, não faço ideia porque uns têm outros não, e olha nas teclas uma são brancas e outras são pretas, umas são música e outras também. O tempo me ensinou e eu parece aprendi


Sanzalando

0 comentários:


WebJCP | Abril 2007