13 de agosto de 2007

palavra light = 0% de assunto (11)

Queria eu perder-me no teu corpo, desviar-me nas tuas formas, dançar na tua voz, transpirar no teu calor e encontro-me aqui como numa viagem sem regresso, num caminho sem espaço, num fogo que não se vê que arde.
Queria socorrer-me suavemente do teu corpo, das tuas carícias, estremecer os meus instintos em cada uma das tuas curvas e encontro-me aqui engasgado com uma palavra que ninguém me disse mas que não me sai da cabeça e desconsigo repetir em voz alta, martelando constantemente dentro de mim, num eco repetitivo como que a querer gastá-la para que perdesse significado e poder.
Queria, mas não ouço outros sons para além dos que me martelo insistentemente.

Sanzalando

5 comentários:

  1. Ontem começaram as actividades do "Verão do Parque", na Quinta do Salles, lá na Outurela. Teve putos se mangueirando, batucadeiras pondo ritmo no bamboleio da malta e rol de abraço e notícias da terra de lá e de cá.

    Trouxe-te uma t-shirt feita na hora. Manda assim: "Anda lá, dexa di nhanha!", que é como quem diz "Força aí, ó camarada!". Envio pra onde?

    Nasci em www.tempoteimoso.blogspot.com/ e em http://www.maltabrava.blogspot.com/

    Beijo gordo

    ResponderEliminar
  2. O que se conquistou até agora de melhor e mais alto?
    Obras isoladas e quantas vezes à custa de sacrifícios desumanos só para se conseguir afirmar ideias, contra essas terríveis instituições que desconsigo saber para que servem. Sem réstia de dúvida que são inventadas à medida e por medida.
    Não é que tenha guardada a solução, mas fala com sinceridade mermão, será convicção mesmo ou obediência?
    Onde entra aqui o Homem de paixões?
    Um abraço desta sempre amiga

    ResponderEliminar
  3. De certeza que ela o está a ouvir atentamente.
    Só pode! Seria insensível se os ouvidos dela não o escutassem. Atentamente! De imediato!

    ResponderEliminar
  4. Continuas em grande forma, companheiro!quem se lembraria em dançar sobre uma voz, senão tu?
    Diz as letras, as palavras,verás que consegues... as palavras sabes bem, tem tantos e muitos significados; felizmente as palavras não são algarismos.Confia e tem fé em ti mesmo, e verás certamente uma luz ao fundo do tunel. Desistir é nunca!
    Abraço grande
    SJB

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado