23 de abril de 2007

Figurado Português 27


1 comentário:

  1. Por favor nem pense em vender o seu enorme coração e, as suas preciosas mãos de um tesouro imenso, num ourives qualquer!
    É um favor que me faz!
    A sua criação artística identifica-se com uma grandeza do tamanho do Mundo.
    Para já ele nunca apreciaria a ideia, pela beleza inegociável de seu talento sem preço e do seu valor que transcende tudo e todos.
    Desculpe a minha sinceridade e desculpe a mania do gosto de expressar-me aqui, pela preciosidade da Arte que existe em si.
    Abraço.
    pena

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado