4 de abril de 2007

Tentarei

Já que resolveste acompanhar-me nesta caminha interminável de sonhos e fantasias, de realidades e pesadelos, te peço que não me abandones agora. Há ainda muito caminho a ser percorrido, muitos passos que têm de ser dados, muitas falas a serem faladas mesmo que transparecidas de silêncios.
Desde que voltei o olhar até lá bem atrás, em que iniciei falar-te, mesmo não sabendo se me ouvias ou não, porque falava-me, me apetece escrever-te poesias do fim do mundo, ler-te os meus pensamentos simples e complexos, falar-te dos meus desenhos feitos em prosa, desenhar-te em barro à luz da lua.
Não, ainda não te falei tudo o que te quero dizer. Não te falei na minha fidelidade, da minha certeza de te ser justo e sincero. Não te falei do teu lado escuro, das tuas imagens circulares e pouco nítidas de duplo ou triplo significado.
Ainda há tanto para falar-te que não sei se todo o tempo do mundo será suficiente. Tentarei, umas vezes sim, outras não, umas vezes sorrindo, outras chorando.


Sanzalando

3 comentários:

  1. __♥♥_♥♥
    _♥♥___♥♥
    _♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
    _♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
    _♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
    __♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
    ___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
    ____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
    ____♥♥___♥♥__♥♥
    ___♥___________♥
    __♥_____________♥
    _♥____♥_____♥____♥
    _♥____/___@__\\___♥
    _♥____\\__/♥\\__/___♥
    ___♥_____W_____♥
    _____♥♥_____♥♥
    _______♥♥♥♥♥
    Uma Páscoa muito feliz são os meus votos.

    ResponderEliminar
  2. A diferença é que eu gostei primeiro.

    Bjs.

    "Também já estás lá nos meus lados"

    ResponderEliminar

recomeça o futuro sem esquecer o passado